Operadores relacionais

Aprenda sobre a 3ª categoria de operadores. Veja como os operadores relacionais são usados para criar expressões condicionais.

Antes de aprender sobre os operadores relacionais, primeiramente é recomendável que você já saiba o que são as declarações condicionais.

Se você ainda não sabe o que são declarações condicionais, certamente você deve ler este artigo em que explicamos com detalhes sobre o assunto.

Bom! Mas vamos ao que interessa!

O que são os operadores relacionais?

Os operadores relacionais representam a 3ª categoria de operadores da programação e, em resumo, são usados para comparar valores de variáveis e criar declarações condicionais.

Neste sentido, as principais linguagens de programação utilizam os seguintes operadores relacionais:

>

que representa maior que.

<

que representa menor que.

>=

que representa maior ou igual.

<=

que representa menor ou igual.

==

que representa igual.

!=

que representa diferente.

Esses operadores são usados com o intuito de criar expressões do tipo verdadeiro (TRUE) ou falso (FALSE) (fundamentais para as declarações condicionais).

operadores-lógicos-operadores-relacionais-logical-operators-relational-operators

É importante ressaltar que algumas linguagens de programação ainda podem possuir alguns operadores a mais. Por exemplo, a linguagem Javascript, que também possui os seguintes operadores:

===

que representa estritamente igual.

!==

que representa estritamente diferente.

Só para exemplificar, observe no código abaixo o uso do operador relacional < (menor que) em uma declaração condicional:

1.if(idade < 18){

2.     println("Você não pode acessar o sistema! É menor de idade!");

3.}

Na linha 1 do código acima, temos uma expressão condicional que verifica se o valor da variável idade é menor que 18. De tal forma que, caso seja verdade, o comando de impressão na linha 2 será executado.

Mas vamos nos aprofundar um pouco mais no assunto!

Expressões condicionais

Primeiramente, uma expressão condicional é o produto gerado pelo uso dos operadores relacionais. De tal forma que, quando você usa os operadores relacionais, você cria expressões que retornam dois possíveis valores: Verdadeiro ou Falso.

A criação de uma expressão condicional é dada pela estrutura abaixo:

[membro da esquerda] OPERADOR RELACIONAL [membro da direita];

Só para ilustrar, veja alguns exemplos de expressões condicionais:

salario < 3500.00

idade >= 18

nome != “João”

nota == 10

Todas essas expressões acima podem ser interpretadas como perguntas que resultam em Verdadeiro ou Falso, e que, portanto, permitem ao algoritmo tomar decisões de fazer ou não fazer alguma operação durante a execução de um programa.

Não confunda == com =

Um dos operadores comuns da programação é o operador de atribuição, representado pelo símbolo =.

Nesse sentido, é muito comum alunos iniciantes confundirem o operador de igualdade == com o operador de atribuição =.

Contudo, eles possuem propósitos distintos e funcionam de maneira bem diferente. Por isso, não os confunda!

Exercício 1

Agora que você, certamente, já entendeu o que são expressões condicionais, tente fazer o exercício abaixo:

Exercício 2

Visto que você já dominou o conceito de operadores relacionais, responda corretamente ao desafio abaixo:

Certamente você aprendeu o básico sobre operadores relacionais. Mas ainda existe muito mais para aprender.

Os operadores relacionais representam a 3ª das 5 categorias de operadores da programação. Portanto, continue o seu aprendizado e veja os nossos artigos sobre os outros operadores:

David V. Santiago

David V. Santiago

Professor e Mestre em Sistemas e Computação.

Este artigo foi útil para você?

Então nos ajude a crescer e compartilhe-o com outras pessoas que se interessam por esse assunto!

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email

Nos siga em nossas redes sociais.

O primeiro livro didático de programação para jogos digitais

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.