Logaritmos: o que são?

Entenda origem e os elementos que compõem a simbologia dos logaritmos. Conheça as suas restrições e as principais convenções para a sua representação.

De maneira mais simples, podemos compreender os logaritmos como uma simbologia matemática usada para representar potências de uma maneira diferenciada.

Elas surgem a partir das equações exponenciais, que são as equações que possuem a incógnita no expoente, do seguinte tipo:

Origem dos Logaritmos

Para entender a origem dos logaritmos, vamos analisar uma propriedade das equações exponenciais. A propriedade que nos permite retirar a incógnita x do expoente, reduzindo ambos os lados da igualdade à mesma base e depois excluindo a base. Veja o exemplo:

Para resolver a equação: 2x = 8 podemos fatorar o número 8 e representá-lo como 23. Desta forma, a equação poderia ser representada como 2x = 23 e poderia ser facilmente resolvida excluindo as bases (pois são iguais), resultando em: x = 3.

Resumindo:

Dada uma equação exponencial
Fatoramos o número 8, para reduzir ambos os lados à mesma base
Excluímos as bases, retiramos o x do expoente e encontramos o seu valor

Problema!

Acontece que existem certas situações nas equações exponenciais nas quais não é possível reduzir ambos os lados à mesma base! Veja o exemplo:

Acontece que não podemos transformar o número 3 em uma potência de base 2! E agora? Como resolver?

Os logaritmos ajudam a resolver esses e outros tipos de problemas, onde não é possível igualar as bases para retirar a incógnita do expoente.

Definição dos Logaritmos

Da maneira mais resumida possível, os logaritmos são apenas uma simbologia matemática para representar uma função exponencial. Observe:

A equação exponencial
transforma-se em
um logaritmo

Perceba, na ilustração acima, que o logaritmo é uma forma de isolar a incógnita x do outro lado da igualdade. Isso facilita muitas operações!

A estrutura de um logaritmo possui elementos com nomenclaturas bem particulares:

Lê-se: logaritmo de a na base b é igual a x.
  • O elemento b é denominado de base.
  • O elemento a é denominado de logaritmando.
  • O elemento x é denominado de logaritmo.

Veja como é fácil converter um logaritmo de volta para uma equação exponencial:

apenas faça: base b elevado a x é igual ao logaritmando a.

Vaja exemplos de equações exponenciais convertidas em logaritmos:

é o mesmo que
é o mesmo que

Agora é a sua vez!

Responda verdadeiro ou falso para as seguintes propostas de conversões de exponencial para logaritmos:

é o mesmo que
é o mesmo que
é o mesmo que
é o mesmo que
é o mesmo que

Restrições dos logaritmos

Os logaritmos possuem certas restrições que permitem que eles sejam matematicamente válidos e funcionem nas operações algébricas.

Dado o logaritmo:

As restrições nos dizem que:

  • O valor de b deve ser positivo e diferente de 1 (b > 0, b ≠ 1).
  • O valor de a deve ser positivo (a > 0).

Qual o motivo destas restrições? Veja alguns exemplos:

é o mesmo que
Impossível de resolver, pois não existe expoente que eleve a base 2 e resulte em -4.
é o mesmo que
Impossível de resolver, pois não existe expoente que eleve a base 5 e resulte em 0.
é o mesmo que

Impossível de resolver, pois não existe expoente que eleve a base 0 e resulte em um valor maior que 1.

é o mesmo que

Impossível de resolver, pois não existe expoente que eleve a base -2 e resulte em 8.

é o mesmo que

Impossível de resolver, pois não existe expoente que eleve a base 1 e resulte em um valor maior que 1

Agora é a sua vez!

Com base nas restrições, mostre que os logaritmos abaixo são inválidos.

Algumas convenções

Nas aplicações práticas de resolução de problemas é muito comum se utilizar algumas convenções e generalizações para as simbologias matemáticas. Com os logaritmos não é diferente.

Logaritmos decimais

Quando a base do logaritmo é 10, têm-se por convenção omitir a base. Ex.:

transforma-se em:

Logaritmos binários

Muito utilizados na computação, os logaritmos de base 2​, ou binários, constantemente são usados em sua forma simplificada. Usa-se o termo lg no lugar de log e omite-se a base do logaritmo. Ex.:

transforma-se em:

Logaritmos naturais

Outra convenção é a dos logaritmos naturais (conhecidos também como neperianos) que diz respeito aos logaritmos na base e (nº de EULER). Ex.:

transforma-se em:

Entender os logaritmos é apenas o primeiro passo. O que você precisa saber mesmo é como usar as suas propriedades, pois elas te permitirão resolver equações e problemas mais complexos. Clique aqui e acesse o artigo onde nós te explicamos detalhadamente sobre as propriedades dos logaritmos.

Compartilhe este artigo

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email

Nos siga
em nossas redes sociais.